Português
  English
  Español

 

Reforçando uma tendência existente desde Setembro de 2013, CP – Comboios de Portugal, viu novamente aumentar o número de clientes transportados nos seus comboios, segundo um comunicado da empresa divulgado na página do Facebook “maquinistas.org”.

Segundo a empresa, no 3º trimestre de 2014, registou-se um crescimento, tanto em número de passageiros transportados como em proveitos, face ao período homólogo de 2013. Já entre Janeiro e Setembro, a procura de serviços cresceu 3,2% havendo por isso mais 2,6 milhões de clientes, face ao mesmo período de 2013. A mesma acrescenta que este crescimento na procura foi transversal a todos os serviços. No entanto o Longo Curso foi a área onde a CP registou o maior aumento (13%), seguindo-se os Urbanos de Lisboa e do Porto (3%) e o serviço Regional (2%). Também no mesmo período, a CP viu aumentar os seus proveitos em todos os serviços, sendo que o que mais se destacou foi novamente o Longo Curso. Neste, obteve um crescimento global de 7%. Já nos Urbanos de Lisboa o aumento foi de 5%, nos Urbanos do Porto de 4% e no serviço Regional de 3%. Isto faz com que nos últimos 9 meses o crescimento tenha sido de 5,3%, o que significa que os benefícios tenham ascendido a cerca de 162 milhões de euros.

Relativamente ao ano de 2013, este foi ainda um ano em que houve um decréscimo de passageiros. Diz o Relatório e Contas que a empresa transportou nesse ano cerca de 107, 2 milhões de passageiros. Comparando com 2012, isto representa menos 4% no número de pessoas transportadas.  Importa referir que nesse ano foram transportadas pouco mais de 111,7 milhões de pessoas.

Mesmo tendo sido 2013 um ano negativo no geral, o mês de Setembro de 2013 marcou o início de uma nova era. Foi aliás esse período que ficou marcado pelo regresso e adesão de novos de clientes ao transporte ferroviário. Para isso contribuiu, segundo o relatório, a nova oferta comercial implementada por parte da CP, que se baseou na implementação de novos descontos. Um desses descontos foi o Train Sharing, que consiste na aplicação de uma tarifa promocional destinada a grupos de 3 ou 4 grupos que viagem em conjunto em comboios de longo curso. No entanto, outros factores como a paz social existente actualmente ou as alterações de horários em vias como a Linha do Oeste, tiveram também influencia no aumento do número de passageiros transportados. No caso desta via, segundo noticiou a “Gazeta das Caldas” no dia 9 de Outubro deste ano, entre 2013 e 2014, a linha que passa por Caldas da Rainha registou a seguinte evolução no que toca a passageiros, bilhetes e assinaturas:

Número de passageiros: mais 34,8 mil (12,5%)
Número de bilhetes: mais 15,3 mil (8,1%)
Número de assinaturas: mais 18,5 (22,5%)

Esta tendência de aumento de passageiros é a prova que a administração da empresa quer incentivar os portugueses a deixarem o carro em casa e a utilizarem o comboio, aproveitando os benefícios desse meio de transporte.


Regressar ao Gabinete de Imprensa